Publicado em: 02/08/2018 ás 07:36:00 Autor: ASCOM

A Secretaria de Desenvolvimento através da Direção de Meio Ambiente informa que em menos de 45 dias já emitiram mais de 100 mil reais de multas em relação aos incêndios praticados nas várias áreas urbanas do município de Alta Floresta.

O Diretor de Meio Ambiente, Lucas Carvalho disse que “as tratativas iniciais foram tomadas para minimizar os focos de incêndio nessa época mais crítica de seca da região. Ao assumirmos a Direção de Meio Ambiente, tivemos a preocupação em informar inicialmente todas as empresas loteadoras do município, entidades, clubes de serviços, lojas maçonicas, imprensa local e outros que nos auxiliasse em identificar os lotes urbanos de posse e procedessem à limpeza total do local com a retirada de entulhos e resíduos da roçada, para evitar tanto os focos de incêndio na zona urbana como pra cessar qualquer condição sanitária irregular existente no lote. A população quase na sua maioria realizaram a limpeza dos lotes dentro dos prazos estipulados de 15 dias evitando qualquer problema maior na zona urbana. Infelizmente aqueles que preferem tomar atitudes mais arcaicas como a prática do fogo para diminuir a sujeira dos seus lotes, estão diretamente afetando o próprio meio em que vivem. A multa varia inicialmente de R$ 310,00 até o teto máximo de R$ 3 milhões com a prática de crime ambiental, passível de pena e detenção”.

A Secretária de Desenvolvimento, Celia Castro informou que em menos de 45 dias já foram identificados vários focos de incêndios no município. “O fogo que tem inicio nos lotes, quase em sua totalidade se dá pela condição que aquele local apresenta como combustível e propagação de incêndio às áreas vizinhas que também estão sujos com mato alto. Se o lote estivesse limpo, o fogo era evitado, o trabalho da Secretaria desde o início foi educar inicialmente a população para que evitasse estas situações atípicas”. Os Fiscais possuem toda autonomia para atuar os proprietários dos lotes que pegaram fogo independente da ocorrência. Após o fato acontecido e a lavratura do auto de infração, o autuado tem 20 dias para apresentar a defesa para análise da Secretaria ou apresentação de projeto para reparação dos danos ambientais. Inicialmente já foram emitidas mais de R$ 100.000,00 (cem mil reais) de multas nos autos, que ainda podem ser revertidas em serviços de compensação e/ou regularização ambiental.

Esse recurso fica depositado na conta do FUNDEMA que somente é liberado através de serviços direcionados ao Meio Ambiente.

Notícias relacionadas

20/08/2018

Secretaria de Desenvolvimento regulamenta depósito de lixo em Aterro Seco

Visualizar Notícia

14/08/2018

Prefeitura inicia revitalização do córrego Papai Noel

Visualizar Notícia

13/08/2018

Prefeito Asiel participa de café da manhã com servidores aposentados

Visualizar Notícia

13/08/2018

Secretaria de Infraestrutura suspende temporariamente a coleta de folhas se...

Visualizar Notícia