Publicado em: 11/08/2017 ás 07:37:00 Autor: Carlos Alberto de Lima Fonte: Meio Ambiente

Até 22 de setembro é inverno em todo o Brasil. Mas por aqui o     verão é prolongado. Prolongado mas sem chuvas. Nessa época o convívio é com o pó, com a baixa umidade do ar e quiçá com as queimadas. Algumas até criminosas.

 Antônio Vianna é fiscal ambiental na Secretaria de Meio Ambiente de Alta Floresta (SECMA) e segundo Antônio existe um acordo entre a Secretaria e o Corpo de Bombeiros para que todas as incidências nesse sentido sejam repassadas a ambas, que além do 193 (telefone do Corpo Bombeiro Militar) também o 98422-5894 da SECMA está à disposição 24 horas por dia.

A SECMA, de acordo com o fiscal, recebe muitas denúncias, inclusive sobre lixo depositado em locais não apropriados nas áreas urbanas e que, nesse caso devem ser denunciados, sendo que o nome do denunciante ficará em sigilo. “A Secretaria irá notificar o infrator e em caso de reincidência será aplicada multa em até 380 Unidades Padrão Fiscal Municipal (UPFM) ou valor superior a onze mil reais”, informou.

Em relação aos incêndios e a parceria com o Corpo de Bombeiros, Antônio relatou que na última terça-feira, dia 8, por exemplo, foram registrados dois focos de com grandes proporções em área urbana do município. Um atrás do Ginásio de Esportes e o outro na rodovia MT 208, próximo à subestação de energia.

 Nos dois casos a Secretaria esteve junto com o Corpo de Bombeiros e registrou a ocorrência. 

Notícias relacionadas

16/10/2017

Mutirão Fiscal de Alta Floresta é só até 1º de novembro

Visualizar Notícia

12/10/2017

Caroline Back é eleita Miss Alta Floresta 2017

Visualizar Notícia

11/10/2017

Secretária de Assistência Social apresenta ações realizadas em 2017 par...

Visualizar Notícia

08/10/2017

Alta Floresta apresentou o potencial da nova fronteira agrícola de Mato Gr...

Visualizar Notícia