Seção de atalhos e links de acessibilidade

Seção do menu principal

Trânsito: Panfletagem abre programação da campanha Maio Amarelo

Publicado em: 10 de Maio de 2022

Autor: Eliza Gund

Fonte: Assessoria de Comunicação


Data: 10 de Maio de 2022

Autor: Eliza Gund

Fonte: Assessoria de Comunicação


Com foco na conscientização para prevenção de acidentes no trânsito, a Prefeitura de Alta Floresta por meio da Diretoria de Trânsito, Transporte e Segurança em parceria com 20ª Ciretran e Polícia Militar, realizou um pit-stop no centro do município, com panfletagem e orientações.

“Estamos no mês de maio, o ‘Maio Amarelo’ que está no sistema nacional de trânsito, aqui nós temos um trânsito municipalizado e trabalhamos em parceria com a PM e com a Ciretran, nosso intuito neste mês de maio é orientar os motoristas, motociclistas e ciclistas, que fazem o nosso trânsito”, apontou o diretor municipal de trânsito Fernando de Carvalho de Oliveira.

Pedindo a conscientização dos condutores de veículos sobre o uso de calçados adequados na condução de motocicletas, a Agente de Trânsito do Detran reforça. “É uma campanha nacional, o Maio Amarelo, e todos os anos o Detran a nível estadual desenvolve campanhas nos municípios onde possuem Ciretran, e este ano estamos em parceria com a direção de trânsito e a Polícia Militar, viemos para a rua em uma campanha educativa, preventiva para ver se a gente ajuda na prevenção dos acidentes de trânsito porque a cada dia aparece mais e nós do Detran temos também esse compromisso de educar e orientar e não apenas cobrar as taxas e multas aplicadas pelos guardas”, destacou a agente de trânsito do Detran, Socorro Neves.

“Observamos que houve um aumento nos acidentes no trânsito de Alta Floresta, consequentemente há um dispende de recursos públicos, principalmente na saúde na área ortopédica para poder tratar estas vítimas. O Brasil em 2021 registrou mais de 11 mil mortes no trânsito, uma média de 32 mortes por dia no país, então nós temos um índice bastante alto e essas mortes sempre relacionadas a imperícia, imprudência e negligência, ou seja, há uma responsabilidade humana por trás disso, não é caso de força maior, então há a necessidade de conscientização das normas de trânsito e cuidados”, pontuou Capitão PM Cunha, destacando que os condutores de veículos devem sempre utilizar o cinto de segurança.